Portugal voltou a convencer em 2015. Conheça os prémios que o nosso país conquistou no Turismo

Portugal continua a dar que falar um pouco por todo o mundo. Nos últimos anos, os nossos hotéis, destinos e atrações turísticas têm vindo a arrecadar dezenas de distinções internacionais e 2015 não foi exceção.

O ano começou com a distinção, em fevereiro, de Lisboa como o segundo melhor destino europeu de 2015 pela Best European Destination. Elogiada pela sua gastronomia, comércio, jardins e esplanadas, a capital portuguesa apenas foi ficou atrás da cidade francesa de Bordéus. No mesmo mês, chegavam novidades do continente americano: o Alentejo acabava de ser nomeado, pelo New York Times, como um destino a visitar em 2015.

Depois de alguns meses calmos, o nosso país voltou às páginas dos media internacionais. Em julho, a praia da Fábrica, também conhecida por praia de Cacela Velha, no concelho de Vila Real de Santo António, foi considerada, pela versão espanhola da revista “CondéNastTraveler” como uma das 15 melhores do mundo.

Já depois do verão, os “já habituais” prémios dos “óscares” do turismo para a Europa e Mediterrâneo voltaram a premiar Portugal, convidando o nosso país a subir ao palco 16 vezes. Na 22.ª edição do evento, que decorreu na Sardenha, em Itália, o Algarve foi distinguido como o melhor destino de praia da Europa, a TAP como a melhor companhia aérea para África e para a América do Sul, o Hotel Quinta do Lago o melhor resort de praia na Europa, o Hotel Vila Joya o melhor boutique hotel, o Myriad by SANA Hotels o melhor Business Hotel, o The Vine Hotel o melhor design hotel, o Choupana Hills Resort & Spa o melhor boutique resort, o Corinthia Hotel Lisbon o melhor green hotel da Europa, o Bairro Alto Hotel o melhor landmark hotel, o Conrad Algarve o melhor luxury resort & spa, o Monte Santo Resort o mais romântico resort e a Up Magazine (revista da TAP) como melhor revista aérea. A nível mediterrâneo, foram distinguidas a Quinta da Casa Branca como melhor boutique hotel e o Hotel Quinta do Lago como o melhor hotel. Neste mesmo evento, o Turismo de Portugal saiu vencedor na categoria de melhor Organismo Oficial de Turismo Europeu.

Na mesma altura, Lisboa volta a estar na ribalta, desta vez pela distinção de “Melhor Cidade” ou “Destino de Short-Break”, atribuída pela organização dos Travel Media Awards 2015.

Em novembro ficámos a saber que Setúbal será, em 2016, a Cidade Europeia do Desporto. O Monverde Wine Experience Hotel, um quatro estrelas  situado na Quinta de Sanguinhedo, foi distinguido como o “Best of Wine Tourism 2016″ pela Great Wine Capitals. Na mesma altura, o Promontório de Sagres, em Vila do Bispo, no Algarve, passou a integrar a lista oficial da Marca do Património Europeu (European Heritage Label), uma distinção reservada apenas aos “sítios que celebram e simbolizam os ideais, os valores, a história e a integração europeus”.

Chegados a dezembro, as boas notícias parecem ter continuidade, desta vez a norte. A cidade do Porto foi eleita o melhor destino emergente europeu e o terceiro a nível mundial nos prémios Travellers’ Choice Destinos Emergentes, promovidos pela TripAdvisor. Na cerimónia dos World Travel Awards 2015, que decorreu a 12 de dezembro, em Marrocos, Portugal volta a ser distinguido, desta vez em quatro categorias: a ilha da Madeira foi reconhecida como o melhor destino insular do mundo, os Parques de Sintra-Monte da Lua voltaram a receber, pela terceira vez consecutiva, o prémio para “Melhor Empresa do Mundo em Conservação” e no Algarve, o hotel Vila Vita Parc venceu na categoria Green Resorts de luxo e o Conrad Algarve foi distinguido na categoria de melhor resort de luxo e lazer.

No que respeita às distinções da UNESCO, este foi também um ano muito simpático para o nosso país. O fabrico de chocalhos foi reconhecido, pela UNESCO, como Património Cultural Imaterial da Humanidade com Necessidade de Salvaguarda Urgente e, mais recentemente,  também as vilas de Óbidos e de Idanha-a-Nova integraram a Rede de Cidades Criativas da UNESCO. A primeira foi classificada Cidade Literária, e Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, passou a integrar o grupo das Cidades Criativas na categoria Cidade da Música.

Fonte: Ambitur

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s